Novembro Azul: mitos e verdades sobre o câncer de próstata

Novembro Azul: mitos e verdades sobre o câncer de próstata

Informar-se por boatos ou mitos é uma das condutas mais prejudiciais que uma pessoa pode seguir, pois isso leva à desinformação, ao desconhecimento e ao preconceito.

Desta forma, separamos essa publicação para contar-lhes alguns dos mitos e verdades relacionados ao câncer de próstata.

1. O câncer de próstata sempre apresenta sintomas

Essa constatação é um MITO, já que a doença pode ser instalada sem que haja qualquer tipo de manifestação de sintoma, o que é extremamente preocupante, já que vivemos em um país no qual não há a priorização da prevenção.

E, portanto, muitos dos casos acabam sendo diagnosticados quando o câncer já está em estágios avançados, o que reduz drasticamente a chance de sucesso do tratamento.

2. PSA aumentado é sinal de que tenho câncer de próstata

Mais um MITO relacionado ao câncer de próstata, uma vez que a alteração no PSA pode indicar outros fatores que não o câncer em si, o que torna ainda mais importante a realização do exame renal e a avaliação médica para descartar ou confirmar a doença.

3. Pessoas afrodescendentes possuem maior risco de desenvolver o câncer de próstata

De acordo com estudos realizados, essa é uma VERDADE sobre o câncer de próstata.

Desta forma, é preciso ter um cuidado redobrado com o acompanhamento médico por parte dessas pessoas, já que elas se enquadram em um grupo de risco e podem apresentar até 60% mais chance de desenvolvê-lo.

4. A atividade física regular pode ajudar na prevenção e no tratamento

Novamente, VERDADE! Não apenas no caso do câncer de próstata, mas tantas outras doenças, a atividade física é um dos principais aliados da população e pode contribuir para que o câncer de próstata não se manifeste.

WhatsApp chat