Setembro Amarelo e a importância do cuidado com a saúde dos profissionais da área da saúde

Setembro Amarelo e a importância do cuidado com a saúde dos profissionais da área da saúde

Quando mencionamos o suicídio, muitas vezes direcionamos a nossa atenção e mensagem para pacientes acometidos por uma doença, porém nem sempre mencionamos os profissionais da área da saúde que, devido a uma série de motivos, estão entre as categorias que mais cometem suicídio dentre todos os segmentos.

Da mesma forma que o suicídio é entendido como um tabu na sociedade, também é entre os profissionais, por mais que eles tenham o conhecimento sobre os benefícios que podem ser obtidos através da conscientização e divulgação de informações a respeito do assunto.

Ninguém está isento dos momentos de dificuldade e delicados e, seguindo esta linha, os profissionais da área da saúde também estão sujeitos aos mais diversos transtornos e/ou síndromes psicológicos.

É fundamental que se tenha uma atenção especial para a categoria, pois como estes profissionais trabalham diretamente com aspectos de vida ou morte no seu dia a dia, é possível que isso desencadeie uma série de respostas emocionais negativas.

Diversos estudos têm demonstrado a importância de debater mais profundamente sobre o tema e incentivar que seja criada uma rede de proteção à saúde dos profissionais de saúde.

A psicoterapia é uma das respostas e soluções que pode ser adotada para restabelecer o bem-estar psíquico destes profissionais que, cada vez mais, estão vulneráveis aos mais suscetíveis fatores de risco que podem desencadear ideações suicidas e demais sintomas depressivos.

O suicídio deve ser compreendido como uma questão de saúde pública e a cada ano que passa se faz mais necessário estabelecer objetivos que possam reduzir a sua prevalência na população.

Caso você precise de ajuda imediata, entre em contato com o Centro de Valorização da Vida (CVV) pelo número 188.

WhatsApp chat